Armando Aurich

Dançou obras de importantes coreógrafos nacionais e estrangeiros com o Tucson Metropolitan Ballet nos E.U.A, com a Cia de Dança Rio no R.J, Cia de Dança de M.G e em S.P com a Cisne Negro Cia de Dança, República da Dança e Balé da Cidade de S.P. Dançou nos E.U.A, Inglaterra, Argentina, Uruguai, Canadá, França, Alemanha, Portugal, Suíça, Áustria e Israel. Recebeu vários prêmios como bailarino e coreógrafo, dentre eles, o “Lei Sarney” e o “A.P.C.A” (Associação dos Profissionais e Críticos de Arte). Atualmente é professor na EDASP (Escola de Dança de São Paulo) – antiga Escola de Bailados de S.P. É reconhecido pela crítica especializada no Brasil e no exterior. Dentre as críticas vale citar Helena Katz do jornal “O Estado de São Paulo”: “Há ainda o enorme prazer que é ver A. Aurich dançando”, Ana Francisca Ponzio do jornal “A Folha de São Paulo”: “Outro destaque é a coreografia de A. Aurich”, John Percival do jornal “The Times” de Londres “Emocionalmente dançado por Armando Aurich” e Ana Kisselgoff do “The New York Times”: “Uma franca similar qualidade foi vista em “Huis Clos” com Armando Aurich”.

TOP